Chat with us, powered by LiveChat Indústria Farmacêutica - Hexis Científica

INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

A água tem importância fundamental para a indústria farmacêutica. Além de participar dos processos de limpeza de materiais e superfícies, ela também pode ser utilizada como veículo em formulações, o que exige grande atenção e análise em sua composição.

Porém, ela é um solvente universal, característica que faz com que possa carregar substâncias que modificam a composição química de medicamentos. Outro ponto a ser analisado é a agressão aos sistemas de tratamento, diminuindo gradativamente sua capacidade e reduzindo a vida útil dos equipamentos.

Por isso, é preciso que ela seja purificada. Esse processo é baseado na eliminação de impurezas físico-químicas, biológicas e microbianas, até se obter níveis preestabelecidos em compêndios oficiais aprovados pelas autoridades sanitárias.

A eficácia do sistema de tratamento da água é garantida pelo controle de qualidade, que realiza as análises definidas pelos compêndios oficiais. De acordo com a ANVISA, a indústria farmacêutica no Brasil tem os requisitos de qualidade da água para uso farmacêutico estabelecidos em normas técnicas de BPF e na Farmacopeia Brasileira.

Radiação Solar

Soluções Hexis Científica
para o setor farmacêutico


A Hexis Científica possui produtos, equipamentos e soluções integradas exclusivas, realizadas pela sua área própria de projetos e serviços, para oferecer ao mercado farmacêutico segurança, qualidade e controle, de modo que que todo o processo fique dentro das regulamentações.

Além disso, trabalhamos com nossos clientes para desenvolver soluções de análises e controle de qualidade para a maioria dos processos da cadeia produtiva farmacêutica. As marcas que disponibilizamos oferecem equipamentos e produtos para necessidades específicas do processo de manufatura e desenvolvimento de medicamentos.

Tipos de água usadas na indústria farmacêutica

É possível trabalhar com 5 tipos de água na indústria farmacêutica. Para obtê-las, é necessário que
elas passem por processos específicos. Conheça-os agora.

Água Potável

Obtida por tratamento de água retiradas de mananciais por meio de processos adequados para atender as especificações da legislação brasileira relativa aos parâmetros físicos, químicos e microbiológicos e radioativos.

Água reagente

É obtida por um ou mais processos como destilação simples, deionização, filtração, descloração, entre outros. Todos precisam estar adequados às características específicas de seu uso.

Água Purificada (AP)

Produzida a partir da água potável ou da água reagente e deve atender aos limites especificados para os diversos contaminantes. É empregada como excipiente na produção de formas farmacêuticas não parenterais e em formulações magistrais.

Água Ultrapurificada (AUP)

É a água requerida em aplicações mais exigentes, principalmente em laboratórios, ensaios, para diluição de substâncias de referência, controle de qualidade e na limpeza final de equipamentos e utensílios utilizados em processos que entrem em contato direto com a amostra que necessite água com esse nível de pureza. Ideal para métodos de análises que exigem mínima interferência e máxima precisão e exatidão, como: análise de resíduos, métodos em biologia molecular e com cultivo celular, cromatografia a líquido e de alta eficiência, entre outros.

Água para Injetáveis (API)

Deve atender aos ensaios físico-químicos preconizados para a água purificada, além dos testes de contagem total de bactérias <10 UFC/100 mL, esterilidade, particulados e de endotoxinas bacterianas, cujo valor máximo é de 0,25 UI de endotoxina/mL. A água para injetáveis é utilizada como excipiente na preparação de produtos farmacêuticos, parenterais de pequeno e grande volume, na fabricação de princípios ativos de uso parenteral, produtos estéreis, produtos que requeiram o controle de endotoxinas e não submetidos a etapa posterior de remoção, além de limpeza e preparação de processos, equipamentos e componentes que entram em contato com as formas parenterais na produção de fármacos.

Controle dos parâmetros
de qualidade da água


O controle dos parâmetros de qualidade da água na indústria farmacêutica é de grande importância. É necessária a remoção de impurezas e de microrganismos para prevenir a contaminação química dos produtos farmacêuticos, como os medicamentos. Para isso, deve ser realizado o controle do processo para prevenir a contaminação microbiológica dos produtos.

De acordo com a qualidade desejada para a água tratada, existem diversas tecnologias eficazes que removem as impurezas da água e contaminantes para ficar em conformidade com os níveis exigidos para cada aplicação.

Principais processos para remoção de impurezas da água



.Eletrodeionização: processo eletroquímico que consegue remover os sais e os minerais da água.

.Osmose reversa ou inversa: processo que remove a maior parte das impurezas com menos de 1 nm (nanômetro) de diâmetro.

.Deionização: processo utilizado para produzir solventes puros, sem a presença de íons, com grande destaque para a água. É comum combinar a deionização com outros processos de purificação.

.Ultrafiltração: processo que consegue remover sólidos físicos da água, passando-os através de uma membrana semipermeável.

.Radiação UV: A utilização de lâmpada Ultra-violeta (UV) é muito importante, pois a radiação por ela emitida, é capaz de desinfetar a água, e assim eliminar bactérias que outros sistemas (cloro, ozônio) não foram capazes de eliminar. É uma técnica confiável e rápida para impedir bactérias e vírus que causam cólera, febre tifóide, diarréia e outras doenças mortais se proliferem na água.

.Adsorção orgânica: processo que retira os contaminantes orgânicos da água.

. Filtros de carvão ativado: o carvão ativado tem um papel fundamental na purificação da água, uma vez que é responsável pela eliminação da cor, do mau cheiro, do mau gosto e da remoção de substâncias orgânicas dissolvidas através do mecanismo de adsorção. O material também remove compostos orgânicos e substâncias que diminuem a qualidade da água, como pesticidas e micropoluentes.

APLICAÇÕES

Confira as aplicações de alguns dos nossos produtos na indústria farmacêutica.

Fábrica

Na fábrica é possível utilizar equipamentos para monitorar traços de oxigênio, medir a carga orgânica da água, entre outras soluções. Veja ao lado os produtos para esta aplicação.

Estação de Tratamento de Água

Na estação de tratamento de água, podem ser utilizados equipamentos para monitorar o cloro, alcalinidade, amônia, dureza, entre outros. Veja ao lado os produtos para esta aplicação.

Utilidades

Nas caldeiras ou torres de resfriamento, podemos analisar o sódio, o pH, eliminar problemas de polarização e revestimento de eletrodos, entre outros. Veja ao lado os produtos para esta aplicação.

Neutralização

Já para a neutralização, temos soluções que possibilitam a troca da solução eletrolítica e ponte salina, eliminar os problemas de polarização e revestimento de eletrodos, entre outros. Veja ao lado os produtos para esta aplicação.

ETE

Para a estação de tratamento de efluentes, podemos realizar a medição da DO, verificar os níveis de lodo, de amônia, turbidez, hormônios e muito mais. Veja ao lado os produtos para esta aplicação.

Solicite mais informações
CENTRAL DE VENDAS: (11) 4431-0790
Envie sua solicitação através de nossos formulários e receba o retorno em até 6 horas úteis